sexta-feira, 9 de outubro de 2015

As igrejas de Florença

Olá, amigos!

Como prometi, aqui está o post sobre as igrejas dessa cidade que tem uma a cada esquina. A primeira das que visitei foi a Cappella Brancacci, que fica na Piazza del Carmine (horário de funcionamento: segundas e de quarta a sábado- 10h às 17h e aos domingos- de 13h às 17h - fecha às terças. Preço: 6,50 euros). Na verdade eu fui até essa capela porque havia lido um enorme post sobre ela em um blog do qual gosto muito e especializado em arte, porém, ao chegar lá de verdade e ver os afrescos, fiquei um pouco decepcionada. Mas isso deve ter a ver com o fato de que não entendo tanto assim de arte. De qualquer modo, acho que vale a visita, uma vez que o lugar tem uma enorme importância histórica, pois a família Brancacci foi expulsa pelos Médici de Florença e essa capela demorou mais de 50 anos para ficar pronta. Ela possui afrescos de Filipini Lippi e de Masaccio (já com a noção de perspectiva que o deixou famoso). Para chegar à capela, é preciso sair da igreja por uma porta lateral.

Afresco de Adão e Eva

Afrescos da Cappella Brancacci

Contudo, é inegável que a igreja mais famosa de Florença é o Duomo e se você só tem tempo de ir a uma, será ela! Funciona todo dia de 10h às 17h, sendo que na quinta só vai até 15h30 e sábado até 16h45. Aos domingos só à tarde, de 13h30 às 16h45. A entrada é gratuita, mas se você quiser subir no Domo ou no Campanário terá de pagar (não sei o preço pois não subi). A cúpula dessa igreja foi a obra da vida de Bruneleschi, que usou para sustentá-la a mesma técnica do Pantheón Romano. O afresco que decora a cúpula internamente é de Vasari, outro nome importante na pintura Florentina, e representa o juízo final. O campanário, que fica ao lado do Duomo, foi projetado por Giotto, mas não foi finalizado por ele. 

fachada do Duomo com o Campanário do lado

A cúpula de Bruneleschi

Interior da cúpula com a pintura de Vasari

o lindo piso de mosaico

o relógio astrológico
Uma outra igreja que me impressionou bastante foi a Santa Croce (Funciona de segunda a sábado de 9h30 às 17h e aos domingos de 14h às 17h) que é conhecida por ser o Panteão Florentino já que grandes personalidades estão enterradas lá como Maquiavel, Dante e Michelângelo, entre outros. O ingresso para essa igreja gótica custa 6 euros e vale cada centavo! O lugar é lindo! Cheio de afrescos e vitrais. Estava em reforma, como, aliás, a maioria dos lugares que visitei na Itália, mas isso não tirava a beleza de seu interior. 
afrescos
mais afrescos

Interior da Igreja

altar
Túmulo de Maquiavel na Santa Croce

Túmulo de Dante na Santa Croce

Túmulo de Michelângelo na Santa Croce
Porém de todas as igrejas que visitei em Florença, a que mais gostei não era nem a mais famosa, nem a mais ornamentada e nem a mais bonita mas a que me deu a maior sensação de paz e a que tinha  o afresco que mais me impressionou: A Santíssima trindade, de Masaccio, que fica na Igreja de Santa Maria Novella, bem pertinho da estação de trem de Florença.
Esse afresco tem uma enorme importância para a história da arte pois até o século 13, os pintores desconheciam o uso da perspectiva então todas as pinturas eram feitas como que num único plano. Foi Giotto que, no século 13, criou os primeiros quadros já com perspectiva, mas foi com Masaccio no século 15 que essa técnica atingiu seu auge, a ponto de Michelângelo se impressionar tanto e ir até Florença só para copiar esboços. 
Esse afresco da Santíssima Trindade causou tanto furor na época que as pessoas fizeram fila na Igreja para ver e custavam a acreditar que o que parecia tridimensional era feito em uma parede plana. Diz a lenda que algumas pessoas foram até atrás da parede para ver se ela era plana mesmo. 
Eu adorei a história do afresco e o afresco em si. E adorei a Igreja, mas foi uma impressão muito pessoal, talvez porque eu estivesse em um dia propício a isso, no entanto, não vá acreditando que é a igreja mais linda da cidade nem a que tem mais afrescos, porque não é. Mas eu tive uma sensação de serenidade quando estive lá e foi isso que me emocionou. 

Fachada da Igreja Santa Maria Novella

Afrescos e vitrais no altar

vitrais

mais vitrais

O belíssimo afresco de Masaccio: A Santíssima Trindade
Eu cheguei a visitar mais algumas igrejas em Florenças mas nenhuma que chamasse tanta atenção como essas e como esse post está ficando gigante, vou parar por aqui minhas impressões religiosas sobre essa cidade tão cheia de arte.
Arrivederci!

VIAGEM REALIZADA EM JULHO DE 2015

3 comentários:

LuRussa disse...

adoro visitar igrejas ! principalmente quando estive na Itália.
Infelizmente não conheci Firenze - tenho vontade de voltar para fazer toda a Toscana,
deve ser muito lindo e bucólico.
lindas fotos , adorei !
bjos

Karla Gê disse...

oi, Lu!
Vc tem de ir a Firenze, a cidade exala medievalismo. Vale muito a visita! Eu também amo visitar igrejas já que elas falam muito da história de uma cidade.
Obrigada pela visita e pelo comentário!
beijão

Pedro Sá disse...

Excelente artigo sobre uma das minhas cidades favoritas de I´talia - Florença :)

Obrigada Karla :)