segunda-feira, 13 de junho de 2011

Vulcão Chileno


Olá, amigos

As coisas andam complicadas no mundo...é terremoto, tsunami, vulcão...parece que o mundo está implodindo!
A última noticia que preocupou sulamericanos e até neozelandeses foi a erupção do vulcão chileno Puyehue. As cinzas expelidas por ele fecharam e ainda estão fechando o espaço aéreo de vários países, incluindo o Brasil, Argentina, Uruguai e até a Nova Zelândia que já tinha problemas suficientes com seus terremotos!
Ano passado um vulcão de nome impronunciável, na Islândia, também fechou o espaço aéreo europeu por um mês. Alguns amigos meus tiveram que cancelar ou modificar as datas de suas viagens. Esse ano a Islândia deu o ar da graça novamente com outro vulcão, mas esse era menos feroz e tudo se normalizou rápido.
Hoje eu já soube que outro vulcão em Eritreia, que fica entre o Sudão e a Etiópia, também entrou em erupção e prejudicou o espaço aéreo no Oriente Médio e na África.
O que está havendo com a Terra, afinal?
Talvez seja a resposta a anos em que ela aguentou o ser humano destruindo, desmatando, jogando resíduos em rios, gases na atmosfera e toda a sorte de malefícios que fizemos com nosso planeta nos últimos anos pós revolução industrial.
Muito triste ver que justamente agora, quando as viagens estão economicamente mais acessíveis, o planeta resolveu se vingar de tudo o que fizemos com ele e temos que deixar de viajar não por falta de dinheiro, mas por falta de condições meteorológicas provocadas por eventos que eram extremamente sazonais e que se tornaram corriqueiros.
Vamos esperar para ver como as coisas ficam nas próximas semanas, nos próximos meses e até nos próximos anos, mas algo me diz que em 2021, daqui a 10 anos, será muito mais complicado viajar, pois esses eventos serão muito mais frequentes. Não que eu seja pessimista, mas a realidade se coloca em nossa frente de uma forma tão explícita que fica difícil ter complexo de Pollyana numa hora dessas.

Até Breve!

p.s. A foto foi copiada do Google imagens, mas infelizmente não consegui descobrir o autor.