quarta-feira, 6 de julho de 2016

Paris, Paris e mais Paris

Bonjour, amigos!

Como nessa minha volta a Paris eu não fiz nenhum passeio muito diferente, vou fazer um resumão dos lugares para onde fui nesse e no próximo post, apenas pontuando o que mais me marcou e colocando algumas fotos.
Um dos meus grandes prazeres quando venho a Paris é comer bem, especialmente doces. Os franceses fazem doces realmente deliciosos e lindos! De comer com os olhos. Um dos meus doces prediletos é o éclair, que no Brasil chamamos de "bomba", porém, a massa francesa é muito mais leve, mais suave e o recheio bem menos doce. Nessa viagem, fui a dois lugares onde comi éclairs (éclaires? qual seria o plural de éclair?) incríveis. Um deles foi a Fauchon, uma espécie de épicerie que fica na Place de la Madeleine e onde vende um monte de doces, chás, geleias e outras delícias. Num dia em que eu estava passando por lá resolvi experimentar o éclair de caramel au beurre salé (de caramelo com manteiga salgada) que era simplesmente divino!!!! O sal faz com que o enjoativo do caramelo seja quebrado e a combinação fique perfeita!

Outro lugar onde fui e que foi indicação do amigo blogueiro Jorge Fortunato (http://viajandocomjorgefortunato.blogspot.com.br/) foi o Éclair de Génie. Fui ao de Saint Germain, na rue de L'Ancienne Commedie, mas existem várias filiais pela cidade. A variedade de sabores é menor que a Fauchon, mas a quallidade é igualmente especial. Escolhi o de baunilha e o de caramelo au beurre salé (é, este se tornou meu sabor preferido!)


Uma outra novidade que experimentei esse ano foi o "café gourmet", que é servido cada vez mais em restaurantes. No final, após o prato principal, em vez de se pedir "sobremesa + café", a gente pede esse tal café gourmet que consiste em 2 (ou 3 ou 4) mini sobremesas e um café. Ou seja, o melhor dos dois mundos! Tinha que ser francês  pra pensar nisso! É uma delícia! Pedi duas vezes, uma em um restaurante delicioso perto do meu hotel (que infelizmente não lembro o nome...) e o outro em um restaurante na Place des Vosges chamado  Café Hugo, onde, aliás comi um confit de canard delicioso como prato principal!



Confit de Canard do Café Hugo

Café Gourmet do Café Hugo, no Marais. Tem um mini creme brulée; um mini crumble, um mini mouse e um mini cheesecake, além do café, é claro! 

Nesse café Gourmet há um mini tiramissu e uma mini mouse, além de um biscoito que acompanha o café
Esse ano também voltei a dois lugares que já tinha ido e gostado em anos anteriores. O "Le Fumoir", que fica na rua lateral do Louvre e é ao mesmo tempo restaurante e biblioteca. Lá eu comi uma mistura curiosa de peixe com pedaços de moela de galinha. Parece bem estranho mas, por incrível que pareça, fica delicioso!
Salmão do Le Fumoir
E para finalizar esse post gastronômico, no meu penúltimo dia de viagem fui à Ladurée, aquela loja famosa por ter, se não inventado, pelo menos tornado o macarron famoso no mundo todo quando fez os doces para o filme "Maria Antonieta" de Sophia Copolla. Lá eu comi um delicioso mil folhas de baunilha!


Come-se muito bem em Paris. Para mim, a culinária francesa é uma das melhores do mundo! Não posso dizer que a comida lá seja barata, mas também não é absurdamente cara e vale cada centavo. É verdade que há alguns restaurantes do estilo "pega-turista", mas a maioria é bastante boa e alguns são surpreendentemente bons!
A bientôt!

VIAGEM REALIZADA EM JANEIRO DE 2016