terça-feira, 27 de julho de 2010

Passeio do Trem do chocolate, na Suiça

Ciao,amigos!

Estou na Itália! Mais precisamente em Milão. Cheguei ontem depois de 4 dias na Suiça, porém, antes de contar como andam as coisas na terra da pizza, vou narrar meu último dia na Suiça.
Domingo eu fiz o passeio que me trouxe até Genebra:o trem do chocolate! Há algum tempo eu tinha lido na revista “Viagem e Turismo” sobre esse trem e foi por causa dele que a Suíça entrou no meu roteiro desse ano.
Eu comprei, ainda no Brasil, a passagem pelo site http://www.goldenpass.ch que me custou 89 SF. Esse trem sai de Montreux, uma cidade que fica a uma hora de trem de Genebra. Peguei o trem bem cedo, com medo de chegar lá em Montreux e ainda ter de descobrir de onde partiria o trem, mas acabei chegando cedo demais, pois o trem do chocolate parte da mesma estação onde chega o trem vindo de Genebra. Resultado: Fiquei lá mais de uma hora esperando num frio danado (pois é, na Suíça faz frio mesmo no verão!Ainda bem que eu trouxe casaco!) em uma estação em que não há absolutamente NADA para fazer. Fiquei lá subindo e descendo as escadas rolantes, lendo todos os folhetos e cartazes e ouvindo meu MP3. Finalmente o trem chegou. Devia ser umas 9h. É um trem muito bonito, estilo Belle Époque, com cadeiras enormes e confortáveis.


Há dois guia que nos acompanham por toda a viagem. O trem saiu as 9h15 (atrasado! Na minha passagem estava escrito 09h12! Cadê a precisão suíça?? rsrs) e foi subindo uma serra, subindo, subindo...de repente lá estava eu de frente para os alpes suíços, para aquelas paisagens que a gente vê em filme de casinhas incrustadas na montanha com fumaça saindo pela chaminé e vaquinhas pastando ao longe...me lembrou um pouco a “Noviça Rebelde”(ok, era na Áustria, mas é parecido!). Depois de algumas curvas é possível ver o Lac Léman embaixo e o Mont Blanc ao fundo. Bem cara de cartão postal!


A primeira parte do percurso demora mais ou menos 1 hora e é servido um café da manhã com croissant recheado de chocolate, café ou chá a nossa escolha e um tabletezinho de chocolate suíço para aguçar o paladar. Lá fui eu apreciando a paisagem e tomando café em um trem como se estivesse no século passado! Pitoresco!
A primeira parada é na “Maison Gruyéres”, uma fábrica de queijo suíço em que somos recebidos com um audioguia explicativo em que é narrada toda a fabricação do queijo. O mais curioso é que no audioguia quem narra tudo é a vaca! Ela começa dizendo: “oi,eu sou a vaca, principal fabricante do melhor queijo suíço...” é engraçado!



No fim tem degustação de queijo, claro! E uma lojinha para quem quiser comprar mais. Dali um ônibus nos conduz a “Gruyére Village”, a pequena cidadezinha medieval onde morava o conde de Gruyéres (dizem que ele ganhou esse nome por causa de um pássaro da região chamado 'grue'). Nessa cidadezinha existe o castelo que pertenceu a essa família e a visitação fazia parte do ingresso do trem (para quem quisesse ir, não era obrigatório, muita gente ficou só olhando as lojinhas da cidade). O castelo é lindo! É uma mistura de 8 séculos de arquitetura, história e cultura. Ele é datado de 1270 e foi sofrendo várias modificações ao longo dos anos.



São 20 aposentos a serem visitadas no total, mas a que mais me impressionou foi a chamada “sala dos cavaleiros”! Os murais foram pintados no século XIX e tentam retratar aquela época medieval em que os cavaleiros lutavam por honra, justiça e dignidade.



O castelo por fora também é lindo e tem atrás um jardim em “estilo francês” ( Realmente lembra muito os jardins do palácio de Versailles), adorei o muro e a visão panorâmica que se tem lá de cima! Terminada a visita ao castelo, fui passear pelas ruelas de pedra, com casinhas cheias de flores nas janelas.


Fui até a Igreja, olhei alguma lojas, comi um crepe, comprei um ímã de geladeira como lembrança e já era hora de partir. O mesmo ônibus nos levou, então, para a cidade de Broc, onde fica nada mais, nada menos que a fábrica de chocolates da Cailler-Nestlé. Por fora parece uma fábrica comum, mas quando entrei a sensação que eu tive foi de estar na fábrica do Willy Wonka (só faltaram os Lumpa-Lumpas)! É que o passeio começa em um elevador cujas paredes são em alto relevo com motivos astecas e depois, a cada porta que se abre, entramos em uma nova sala com luzes, som, efeitos especias, cheiros e tudo mais que é possível para contar a história do chocolate, dede sua origem, até chegar a Suíça e se tornar a iguaria mais famosa de lá. É realmente um passeio encantador! No fim de tudo, chegamos a fábrica propriamente dita, vimos como o chocolate é feito, processado e embalado e por fim, abre-se à nossa frente uma sala com 22 tipos diferentes de chocolate para degustação! Uma delícia! E no fim de tudo, a loja, para quem quiser levar para casa aquele que mais gostou durante a degustação.


Saindo da fábrica, pegamos novamente o trem e retornamos a Montreux. De lá, eu ainda peguei outro trem e mais 1 hora de viagem até Genebra. Voltei direto para o albergue. Estava casada, mas com uma sensação boa de ter valido a pena! O passeio foi muito bonito e foi, sem dúvida, o melhor da minha estadia na Suíça. Foi exatamente como eu esperava!


Tentei dormir cedo pois meu trem saía hoje as 07h42 e seriam 4 horas até Milão. As duas primeiras foram boas pois as poltronas ao meu lado e à minha frente estavam vazias e pude ficar mais confortável, mas em dado momento, o trem foi enchendo e todas foram ocupadas. Dormi uma parte da viagem, mas é meio complicado dormir em trem, ainda mais viajando de segunda classe em que a poltrona nem reclina. Ouvi música, olhei a paisagem e pensei muito! Pensei em tudo o que eu estou vivendo, tudo o que estou descobrindo, tudo o que abri mão para estar aqui, todo o estudo e planejamento que vai virando realidade, toda a cultura que é tão diferente fora do nosso país, o jeito das pessoas reagirem, a maneira como elas se tratam...enfim, tive bastante tempo para pensar!
Eis que, finalmente, depois de 4 longas horas, cheguei a estação Central de Milão. Desci e descobri que estava mesmo na Itália! Muita gente se esbarrando, um tumulto só, um povo falando alto, muito calor e uma sensação de que brasileiros e italianos não são lá muito diferentes...mas o idioma, esse sim é bem diferente! Eu entendo tudo o que eles falam, mas quem disse que consigo lembrar das palavras na hora de falar? Me fazer entender está sendo um desafio, principalmente porque vim parar em um hotel em que os donos são tailandeses ou coreanos ou chineses ou de qualquer lugar da Ásia. A questão é que eles falam muito mal o italiano e eu não falo inglês, logo a nossa comunicação tem sido basicamente por mímica! Deus me livre de um dia ir a um país que eu no entendo a língua! Aqui já está sendo complicado...
O hotel se chama “San Tomaso” e, tirando a localização que é boa, o resto é lamentável. É estranho, sujo, com um staff que não fala italiano! Tinha que ser eu mesma para achar um hotel na Itália com pessoas que não falam a língua!Mas serão só 3 dias, então, posso aguentar.
Como eu cheguei muito cansada aqui, fiz pouca coisa hoje. Apenas fui ao Duomo (lindo, lindo, lindo!!!! De impressionar!) e à Galleria Vittorio Emmanuelle II, que é onde ficam as famosas marcas italianas: Gucci, Dolce & Gabanna, Armani, etc, etc, etc...A galeria tem uma arquitetura bem bonita.



Depois peguei um daquele ônibus turísticos para ter uma ideia da cidade, mas, como estava cansada, não fiz aquele esquema de subir e descer. Só passeei mesmo. Amanhã vou pegá-lo novamente e saltar para ver uns pontos turísticos. Comi uma pizza (deliciosa!) e voltei para o hotel. Minha primeira impressão de Milão é que ela se parece muito com o Rio de Janeiro. É quente, mas sopra uma brisa, tem gente para todo lado, todos muito simpáticos e uma arquitetura que mistura o antigo com o moderno. Contudo, amanhã irei conhecê-la melhor.

Arrivederci!

VIAGEM REALIZADA EM JULHO DE 2010

20 comentários:

Blower's Daughter disse...

Karlinha, tô aqui imaginando a fábrica de chocolate, deve ser tudoooo se sentir como se estivesse no filme. E poder degustar tantos tipos de chocolates!!! Que delíciaaaaaa! E eu adoro casinhas com flores nas janelas. Queria conhecer a Suíça!^^
Bom saber que esse passeio valeu a pena!!!

E Milão parece ser demais! Só fico aqui imaginando vc tentando se comunicar por mímica, hahahaha! Mas, no fim, dá certo!

Bjokas!!!

Sandra disse...

Achei maravilhoso o seu passeio, estou indo pra lá em outubro, quero uma informação sua, o retorno de broc tem que comprar uma passe ou a ida inclui a volta. grata, Sandra

Anônimo disse...

Eu achava que ia de trem até a fábrica de chocolate ... foi opção sua o ônibus, ou é só de ônibus mesmo ?

KARLA disse...

Até onde eu sei, dá para ir até a cidade de Broc (onde fica a fábrica de chocolate) de trem, mas eu optei pelo passeio no "trem do chocolate" porque não ia visitar só a fábrica, ia tbm a Gruyéres, onde não se chega de trem (eu acho), tanto que pegamos um ônibus da fábrica de queijo até a cidade e da cidade até Broc.
O passeio no "trem do chocolate" tem um charme especial e vale a pena em termos financeiros tbm, mas acho que dá para chegar à fábrica de trem comum sim!

Tales disse...

Olá, poderia me dizer em qual site comprou os bilhetes para esse Passeio no Trem do Chocolate. Quanto pagou? Obrigado.

Karla Gê disse...

oi, Tales!

O site foi esse: http://www.goldenpass.ch/
e, na época, paguei 89 francos suíços (não me lembro quanto dava em euro, mas a diferença era pouca).
O passeio só funciona de maio a outubro e espero que vc goste!
beijos

Nicos MAN Nicolao disse...

obrigado pelas dicas,e se vc foi á Venezia manda alguns informes de lugares aonde vale à pena ir.Valeu e mas uma vez obrigado....Bj/abç

Karla Gê disse...

Nico,
Obrigada por ler o blog!
Passei 10 dias em Veneza, é só vc buscar ali do lado nas cidades por onde andei.
O link dos 13 posts que fiz sobre Veneza: http://www.viajecomigoamigo.blogspot.com.br/search/label/Veneza
beijos

Gisa disse...

Karla, talvez vc possa me ajudar. Estou montando minha viagem pra junho/14, quando farei o passeio do trem de chocolate. Ficarei hospedada em Montreux (de 14/06 à 17/06). Mas estou em dúvida em relação ao trem de Montreux até Milão, pq só consigo visualizar informações sobre o percurso até o dia 14/06/14, a partir dessa data só aparecem percursos imensos, de mais de 16h de viagem, com várias mudanças de trem... O que acontece a partir do 14/06? Qual o trem que vc utilizou até Milão? Pois vi na tua postagem que vc fez esse percurso em julho. E onde vc comprou a passagem? Qual o site? Trenitalia ou SBB? Na realidade nós iremos para Florença, e ainda preciso acrescentar mais esse trecho de deslocamento, e não quero perder o dia inteiro para percorrer essa distância. Obrigada.

Karla Gê disse...

oi, Gisa!
Obrigada por ler o blog!
O problema na sua visualização é que, como estamos em janeiro, o site de trem tem um limite até uma determinada data em que eles podem garantir os percursos. Nesse caso, vc visualizou com até 5 meses (tem uns sites que só permitem 3 meses de visualização). Espere mais um ou dois meses que vc verá todos os horários que deseja.
Quanto à minha viagem, comprei as passagens lá mesmo, só que fui de Genebra (e não de Montreux) pra Milão. A viagem durou 4h, mas acho que indo de Montreux deve demorar menos. De Milão para Florença devem ser umas 3 ou 4h também. São percursos curtos, tranquilos de serem feitos de trem.
Comprei minhas passagens lá, com um ou dois dias de antecedência. Não quis comprar tudo daqui com medo de mudar de ideia no meio do caminho e perder dinheiro. Não tive nenhum problema para comprar exatamente para o dia e hora que eu queria.
Se tiver mais alguma dúvida, pode escrever aqui mesmo ou mandar email. Responderei assim que der!
beijos

Gisa disse...

Obrigada, Karla. Ficarei acessando até conseguir visualizar a melhor opção. E assim que conseguir posto aqui.
Bjsss

Deborah Barbosa disse...

Olá! Tudo bem??
Meu sonho é uma viagem no Train du Chocolat e queria saber qual o passe eu compro pra fazer esse passeio (porque não achei no site!).


Vou pra Genebra dia 12/4 e quero fazer o passeio no dia 13/4.

Pode me ajudar?
Adorei um monte de dicas suas!
Obrigada!

Deborah

Gisa disse...

Karla, voltei... Primeiro pra dizer que já consegui comprar a passagem de trem que mencionei antes (de Montreux para Milão) no percurso que eu queria (de 2:59h). De Milão até Florença ainda não está aberto, mas sei que em breve conseguirei.

Contudo agora me deparo com outro problema... O Trem do Chocolate!! No período que estarei hospedada em Montreux, de 14/06 a 17/06, só haverá a possibilidade de fazer esse passeio no dia 16/06, por ser 2ªfeira. Qual foi a minha surpresa ao acessar o site do goldenpass? Exatamente esse dia NÃO está disponível para reservas. Entrei em contato por email tanto com a central de reservas do site, como com o Hotel em que ficarei hospedada, e a resposta foi que justamente nesse dia haverá a visitação de um grupo, e não haverá reservas. Estou decepcionada pois agendei essa viagem a Suíça justamente pra realizar esse passeio!! :(

A minha dúvida é.... Será que consigo fazer essa visitação por conta própria, comprando as passagens na estação ou tenho que comprar com antecedência no site SBB? Tenho dúvidas sobre as passagens. Já pesquisei e sei que as estações de destino são Gruyere e Broc-Fabrique. Mas tenho que comprar os percursos separados, ou existe alguma passagem para o dia inteiro, em que eu possa parar em Gruyere e continuar o caminho para Broc depois? Desde já agradeço. Bjsss

Karla Gê disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Karla Gê disse...

oi, Gisa!
Que bom que conseguiu comprar sua passagem!! Viu, só? É só esperar um pouco que o site abre a possibilidade!
Sim, vc pode fazer o passeio para a fábrica de chocolate e de queijo sem ser comprando pelo site da SBB, só dará um pouquinho mais de trabalho.
Vc vai comprar passagem Montreux-Gruyéres, se quiser visitar a fábrica de queijo, que fica logo atrás da estação, mas para visitar a cidade vai ter que subir uma ladeira um tanto íngreme e sinuosa até chegar à cidadezinha de Gruyére. Não sei se existem ônibus que façam esse percurso, quando estive lá só vi os ônibus fretados para o passeio do trem mesmo, nenhum outro tipo de transporte público...deve dar mais ou menos 1 hora andando (talvez menos, dependendo da sua condição física).
Para ir a Fábrica de chocolate é mais fácil, a estação de trem chama-se Broc-Fabrique e fica bem ao lado da fábrica, fácil de chegar. Vc pode ir tanto de Gruyére quanto de Montreux.
Ao chegar na Fábrica Cailler-Nestlé, vc compra o ingresso para a língua que desejar, de acordo com os horários disponíveis numa tabela que fica bem na entrada(inglês, francês ou espanhol, sendo que esse último tem poucos horários)e aí é só se juntar ao grupo da língua escolhida e aproveitar o passeio. Não deixe de degustar muitos chocolates no final (leve uma garrafa de água pra não ter sede e poder degustar mais sabores)
Dali, dá para voltar direto de trem para Montreux. Aconselho a comprar as passagens com antecedência aqui do Brasil, já que vc só tem um dia para fazer esse passeio. Vc pode comprar aqui com a opção de pegar na estação de trem de lá (no caso em MOntreux), só não esqueça de levar o cartão de crédito com que fez a compra, senão não conseguirá retirar a passagem nas máquinas.
Até onde sei,com a opção por conta própria, não há bilhetes de trem que façam o percurso de dia inteiro, vc terá mesmo que comprar os trechos separadamente.
Espero ter ajudado!
Depois volte para contar sua experiência!!
beijos

Karla Gê disse...

oi, Deborah Barbosa!

Obrigada por ler o blog!
Infelizmente esse passeio do trem do chocolate só acontece entre maio e outubro (como eu havia escrito nesse post: http://viajecomigoamigo.blogspot.com.br/2013/07/uma-deliciosa-escapada-suica.html )
Mas vc pode fazer o passeio do Trem do queijo que eu ainda não fiz, pois ele é novo, mas me parece ser bem interessante!
Aqui vai o link: http://www.goldenpass.ch/CMS/default.asp?ID=785

beijos

Yumi Inoue disse...

Oi Karla,
adorei o post e quero muito fazer esse passeio, mas não estou conseguindo comprar no site da golden pass, será que vc poderia me ajudar e me explicar com um passo a passo!! Muitíssimo obrigado

Karla Gê disse...

Oi, Yumi!

Obrigada por ler o blog!
Pra qual data vc quer comprar?
bjs

Branca disse...

Estou na dúvida em relação a que tipo de ticket devo comprar, para o trem do chocolate.
Somos 10 pessoas e no site do goldenpass,tem as opções abaixo:

TdC Abo 1/2, enfant, groupe ou

TdC adulte

Qual comprar?

Branca

Karla Gê disse...

oi, Branca!
Crio que vc deva comprar o groupe ou 10 tickets do TdC Adulte, pq a outra passagem é para crianças.
Nunca comprei para tanta gente , mas creio que se vc escolher "groupe" ele deve ter algum campo para incluir o número de pessoas.
Espero ter ajudado!
Obrigada por ler o blog!
beijos