sábado, 14 de agosto de 2010

Roma não se fez em um dia!

Ciao, amigos!

Saí hoje pela manhã de Florença e peguei o trem para Roma. Menos de 2 horas em um Eurostar e eu estava na cidade eterna! Cheguei na estação Termini, lotada! Passei no posto de informações turísticas para pegar um mapa, comprei os bilhetes do metrô no jornaleiro e me encaminhei à Linha A do metrô. Nossa! Uma quantidade de escadas para subir e descer absurda!!! E eu de mala, mochila e bolsa. Finalmente cheguei a plataforma, peguei o trem e saltei duas estações depois...achei que teria sido menos cansativo ir a pé...enfim, desci do metrô já do lado da rua do hotel Julia (Via Rasella, 32) e descobri que Roma não é plana! A rua do meu hotel é uma ladeira! Nessas horas eu me arrependo de tudo que comprei ao longo da viagem! Como lembrancinhas pesam! Na saída do metrô um senhorzinho que estava com a esposa e falava espanhol me ajudou com a mala. Acho que ficou com pena de mim...
O hotel é bonzinho. Limpo e tem uma recepcionista portuguesa, logo, pude receber todas as informações em português, embora a essas alturas, eu já esteja entendendo bastante bem o italiano.
Depois de me instalar, fui dar uma volta pela cidade e, como costumo fazer, peguei um daqueles ônibus turísticos para fazer um reconhecimento.
Cá entre nós, não achei Roma isso tudo, não...a cidade é confusa, tem poucas placas, pouca indicação turística. Aliás, de um modo geral, a Itália é toda assim...mas aqui em Roma percebe-se que realmente se chegou à Itália: todos gritam, buzinam muito no trânsito, tem gente pra todo lado, tudo é meio zoneado... eu tinha uma vaga noção de que seria assim, mas não imaginei que fosse tanto.
De qualquer modo dei uma longa volta com o ônibus, na verdade eu queria fazer o percurso completo, mas no Coliseu entrou uma família de chineses (ou coreanos, sei lá) muito mal educada, com crianças que gritavam o tempo todo! Além disso havia também um casal acho que daqueles países nórdicos como Noruega ou Dinamarca com um bebê bem pequeno que chorava o tempo inteiro! Como o clima dentro do ônibus ficou insuportável, desci na Piazza Navonna, onde fica a Embaixada Brasileira. Aproveitei pra tirar umas fotos.


Acabei almoçando por ali mesmo em um restaurante chamado “La Dolce Vita”. Impossível não lembrar de Fellini! A comida era boa: Bruschetta al Pomodoro + Pizza + Refrigerante = 10 euros. E sem o “coperto” (aquele serviço que existe aqui na Itália em que se paga apenas para sentar nos restaurantes!).


Dali fui até o Pantheon, mas estava fechado pois tinha uma missa. Então me encaminhei para a “Fontana di Trevi”, já que eu estava em um clima Felliniano...no caminho passei por uma praça interessante que mantinha umas pilastras de algo que deve ter sido um templo e misturava com a arquitetura de prédios modernos. Gostei. Claro que não consegui descobrir o que era porque não havia uma única placa informando!



A Fontana di Trevi é muito bonita, fica aqui do ladinho do meu hotel, mas é simplesmente LOTADA de gente! Dei sorte de conseguir um lugarzinho bom para tirar foto, mas tinha muita gente lá!


Ao sair, descobri um mercado, comprei algo para o jantar e fui embora, estava cansada por ter acordado cedo para pegar o trem e de tanto carregar mala pra cima e pra baixo. Minha primeira impressão de Roma não foi das melhores...achei a cidade suja, mal cuidada, zoneada e com pessoas bem mal humoradas, mas pode ser que seja só porque eu já estou cansada de viajar e cansada de toda a desorganização italiana. Quero voltar para Paris, onde tudo é organizado e onde as pessoas são educadas! Espero que nos próximos 5 dias essa impressão ruim se desfaça e eu tenha vontade de jogar uma moeda na Fontana di Trevi para, segundo a tradição, retornar à Roma.

Arrivederci!

VIAGEM REALIZADA EM AGOSTO DE 2010

2 comentários:

Ivy Gomide disse...

Ai querida, é o cansaço! Não sei se é pq fui no inverno, mas não vi nem a metade do transito do RJ. Amei Roma!
Todos eram simpáticos comigo...rs.. e Roma? senti como a cittá eterna mesmo. Qdo vc entrar no palatino, no foro, no coliseo, no vaticano, na sistina, na S Pietro, S M Magiore, etc... etc... e etc... Toda esta impressão vai por água abaixo, pq Roma é desorganizada sim, mas é um paraiso de belezas, de conjunto, de histórias que remontam um passado que vive em nossas veias. Antes de tudo, nunca compare Roma com Paris ou Veneza pq Roma é totalmente diferente.Talvez por ter andado em tantos lugares numa mesma viagem eu tenha entendido as particuçlaridades de cada lugar.
Tenho certeza vc vai amar Roma.

Thiers R > disse...

Aê girl, naum confunde.
Roma eh La città eterna. Eh suja sim, pero n mais que nosso Brasil.
Tem motoristas confusos ( n + q nosso Brasil).
Roma é bela, naum confunde com Venezia q eh o fora, pq Roma eh o dentro.
Paris, Roma, Sofia, Budapest, Venezia, cada uma tem suas ppias características, pero Roma n eh Milano, pois que milano n chega aos pés de mia Roma, una città onde a arte começa nas ruas.
Roma eh como dizem: Une museun a céu aberto!