sexta-feira, 23 de maio de 2014

Tipos de viagem e de pessoas que viajam




Olá, amigos!

É engraçado como acontecem as viagens na minha vida. Há aquelas que são planejadas, pensadas por um ano inteiro, que tem até ingressos para os lugares turísticos mais concorridos comprados com antecedência. E tem aquelas que acontecem assim, de repente! Seja por uma promoção de uma companhia aérea, uma passagem tirada por milhas, um hotel que estava com aquelas promoções do tipo "fique duas noites e ganhe a terceira de graça", enfim, existem também essas viagens inesperadas que nem são tão planejadas, mas que ficavam ali, no interior do meu coração, como desejo, sendo gestadas lentamente e que um dia, pimba! Acontecem!
Não sei se um tipo é melhor que o outro, pois viajando, sempre se ganha. Claro que tenho uma tendência a preferir as primeiras, pelo meu jeito metódico de ser, mas nunca descarto a possibilidade da surpresa, especialmente quando se trata de viagem!
Já fiz planos, comprei passagem, reservei hotel, tudo como manda o figurino e na hora H, mudei de ideia e fui pra outro lugar, com outras pessoas, outros projetos. E foi muito bacana!
A grande verdade é que, quem é mordido pelo bicho viajeiro, gosta de qualquer viagem, desde que seja para um bom lugar, com boa companhia, seja de outras pessoas ou de si mesmo.
Conhecer outras cidades, outras culturas, outra língua (porque mesmo quando a gente viaja para o Brasil  de diversos sotaques e expressões, acabamos nos deparando quase com outra língua), outros hábitos, outros ares. Nada renova mais a alma!
Eu conheço tanta gente mais velha que eu que mantém esse espírito de juventude exatamente porque viaja.
Consigo entender perfeitamente aquelas pessoas que não viajam por falta de dinheiro, mas nunca vou entender as pessoas que, mesmo tendo possibilidade, se recusam a sair do seu mundinho confortável, se recusam a ver que o mundo vai muito além de seus quintais. Mal sabem elas, coitadas, o que estão perdendo! Espero que elas saibam o que estão ganhando, porque eu jamais saberei...

5 comentários:

Milena F. disse...

Eu te entendo bem!!!
Prefiro as viagens que são BEM planejadas, nunca entendi como alguém consegue viajar de última hora sem nada planejado, mas tudo é questão de gosto.
E quem não costuma viajar (pq não quer), acabo vendo muita falta de curiosidade... Pessoas geralmente que não se interessam por muita coisa, muito menos por geografia, história ou artes. Seria uma defasagem na educação?
de vez em quando é bom "descansar", mas só ficar em casa finais de semana ou férias assitindo TV, sinceramente não consigo entender :(

Karla Gê disse...

oi, Milena!

Eu gosto demais de planejar, acho que essa é uma parte importante e prazerosa da viagem. Mas sabe que achei bacana essa coisa de viagem assim, de repente? Vai ver tem a ver com a companhia ou com o lugar. Não sei se farei disso uma constante, provavelmente não, já que sou muito detalhista e metódica...rs
Concordo quando vc diz que as pessoas que não viajam pq não querem sofrem de falta de curiosidade do mundo. E isso é muito triste, mas fazer o quê? Viajemos nós, então! E conheçamos o mundo! rsrsr
beijos, querida!
Saudade de vc!

Silvania disse...

Adoro viajar. Curto desde o momento do planejamento até meses após a viagem, quando fico curtindo as fotos e me imaginando em outras viagens.Viajar é maravilhoso.

Unknown disse...

Karla, adorei seu blog. Pretendo fazer um curso de culinária e aproveitar para reciclar o meu francês. Qual região/cidade, na França, vc indicaria, que tenha um custo benefício bacana? Obrigada.

Karla Gê disse...

Obrigada por ler o blog!
Em se tratando de culinária, acho que qqr lugar da França valeria a pena, mas em relação ao custo-benefício, sei que Paris é uma das cidades mais caras. Provavelmente em regiões como Languedoc-Roussilon ou Côte d'Azur vc consiga algo mais barato, mas é o caso de verificar na internet.