segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Primeiras impressões de Bruxelas

Bonjour!

Amigos, sei que passei muito tempo sem postar, mas é que fui para Bélgica e lá a internet era paga e era cara, por isso esperei voltar para Paris para poder colocar aqui minhas aventuras na terra do Tim-Tim.
Fomos para Bruxelas na segunda-feira, dia 27, de trem. Compramos a passagem do Thalys que é um trem de alta velocidade que faz o trajeto Paris-Bruxelas em 1h22 minutos. Como tínhamos que entregar as chaves do apartamento até 10h e nosso trem só partia as 14h30, ficamos fazendo uma hora no Jardim de Luxembourg, que é bem pertinho da “nossa casa”.
A estação onde se pega o Thalys é a Gare du Nord e ali ficamos esperando o painel de horários dizer qual seria o trem. Ele saiu exatamente no horário, sem atrasar um só minuto!! Coisa de europeu!




Chegamos em Bruxelas na estação Midi e eu sabia que teríamos que pegar outro trem para a gare Central que era mais perto do nosso hotel, só que eu não sabia que a Gare Central também se chamava Louvine e cadê que a gente encontrava onde era a saída do trem? Ficamos alguns minutos rodando e procurando um guichê de informação. Finalmente conseguimos descobrir! Não precisamos pagar esse outro trem, pois a nossa passagem de Paris já dava direito a essa baldeação.
Chegamos a Gare Central e bem ao lado ficava o nosso hotel Ibis, que é bem parecido com o de São Paulo. Fizemos check-in e fomos explorar a cidade.
Qual não foi a nossa surpresa ao descobrirmos o quanto é complicado de se localizar em Bruxelas! O mapa não adianta muito, pois a ruas mudam de nome a cada quarteirão e tudo é muito parecido, o que nos deixa sem ponto de referência. Fomos procurar o Manneken Pis, que é uma estátua símbolo da cidade. Conta uma das lendas que quando Bruxelas estava em guerra um menino apagou uma bomba com o xixi e isso teria salvado a cidade. Existem outras tantas lendas acerca desse menino mijão (manneken pis, ao pé da letra, significa isso mesmo), mas o fato é que a estátua de mais ou menos 50 cm fica em um cantinho da rue de L'Etuve e é uma gracinha. Vários turistas ficam a sua volta para tirar uma foto e conosco não foi diferente...depois de um tempo em Bruxelas a gente acaba se apaixonando por esse menininho...


Depois andando mais um pouco chegamos à Grand Place,que é a praça central do centro histórico de Bruxelas. É lindíssima e abriga o prédio mais lindo que eu já vi na vida, onde funcionava a prefeitura. O prédio tem uma arquitetura tão detalhada que é impossível vê-la em apenas um dia. Ficamos um tempo ali na praça observando a beleza de tudo, extasiadas! Até os postes aqui são ornamentados com flores! Estávamos encantadas com Bruxelas. Ela parecia muito mais bonita do que imaginávamos. Claro que, como nem tudo é perfeito, duas coisas aqui nos incomodaram bastante: a dificuldade de localização e o calçamento das ruas que é todo (veja bem, eu disse TODO) em paralelepípedos.





Acho que agora eu começo a entender por quê é difícil encontrar guias sobre a Bélgica ou mesmo mapas de sua capital. A cidade parece feita de holograma, tudo é igual. Temos sempre a sensação de estarmos passando pelo mesmo lugar. Fora isso, tudo é muito bonito, limpo, as pessoas são simpáticas e o francês daqui é até mais fácil de entender que o de Paris.

A Bientôt!

VIAGEM REALIZADA EM JULHO DE 2009

2 comentários:

Blower's Daughter disse...

Oi, querida!
Pelas fotos dá pra perceber que Bruxelas é realmente linda!!!
E adorei essa lenda do menininho mijão, hehehe! Qdo eu vi as fotos no orkut, eu achei a estátua linda, mas não entendia pq ele tava mijando, hahaha, agora eu sei e adorei!^^
Bom dos seus posts é que a gente sempre aprende algo novo e cultural!
Ah e o prédio onde funcionava a prefeitura é lindíssimooooo!!! Maravilhoso mesmo!!!
Bjokinhaaas!

Eliane disse...

Karla, sempre é tempo para se agradecer!!
Falei com vc, mas não postei aqui.
Fui a Bruxelas com todas as suas dicas. Todas!!! E amei!!!
Vale muito a pena! Quem disser que não gosta é por que não a conheceu!
Gostei de tudo, desde o passeio no ônibus turístico ao cento histórico.
Valeu!! Muito obrigada mesmo!!