quarta-feira, 30 de julho de 2008

Ainda existem serenatas para a lua

Saudações!
A viagem a Conservatória foi tudo de bom!!!! Tudo começou na sexta-feira pela manhã quando saímos da casa da minha mãe, passamos pra pegar minha tia e pé na estrada! Fui seguindo meu mapinha de referências particular ( um pedaço de papel que guardo no porta-luvas com as indicações de como ir a certos lugares) que funciona melhor que GPS e tivemos uma viagem tranquila até Barra do Piraí. Lá dentro da cidade, me perdi um pouco, pra variar. Não que meu mapinha estivesse errado, eu é que sou desconectada mesmo...enfim, conseguimos chegar! O dia estava lindo! Nos instalamos no quarto da "Pousada Martinez", deixamos a bagagem e saímos a pé para almoçar...




... no restaurante "Dó, ré, mi", um dos melhores e mais concorridos do local.




"Barriga cheia, mão lavada, pé na estrada". Findo o almoço, fomos passear pelo distrito e rever as lojinhas de artesanato típico...



...as camisetas com letras de músicas...


...a praça que agora tem uma árvore genealógica onde figuram todas as pessoas ilustres de Conservatória que, de alguma forma, contribuíram ou contribuem para que Conservatória seja conhecida como a "Capital da serenata"...


À noite, fomos ao museu da seresta que hoje é conhecido como "Espaço José Borges", em homenagem a um dos irmãos que perpetuaram o movimento das serenatas pelas ruas da cidade. Seu irmão, Joubert de Freitas ainda está vivo, tem 86 anos e participa quinzenalmente das serenatas. Pena que não fomos no fim de semana em que ele estava presente...essa aí é a estátua que fizeram de José Borges, a quem eu tive a sorte de conhecer em vida, no ano 2000.


Infelizmente, sexta à noite, não teve serenata pois choveu e os violões não podem ficar molhados, por isso voltamos cedo para a pousada (por volta de 23:30) e quando chegamos lá: surpresa! Havia uma seresta!! É que um grupo de umas 40 pessoas em excursão havia se hospedado lá à tarde e, como não houve serenata e eles estavam com seus instrumentos, resolveram animar um pouco a noite cantando lá na sala de TV da pousada! Foi ótimo! O mais incrível dessa noite foi que lá pela 01:00 da manhã um seresteiro chamado Pedro Quinane pediu licença, foi com seu violão para a beira da piscina e fez uma serenata para lua!!! LINDO!!! Pena que eu não estava com a máquina para registrar esse momento tão romântico. Quando a gente pensa que Conservatória não pode mais nos surpreender...pimba! Algo inusitado acontece!
Fui dormir leve, leve, embalada por todas aquelas belas cantigas de amor...
A bientôt!

VIAGEM REALIZADA EM JULHO DE 2008


Nenhum comentário: