domingo, 16 de junho de 2013

O que há para ver em Montpellier

Bonjour, amigos!

Montpellier é uma cidade que fica na região francesa de Languedoc-Roussillon. Ela tem esse nome porque antes do francês ser imposto como língua oficial, o dialeto falado aqui era o Occitan, portanto “Languedoc” é a junção de “Langue”(língua, em francês) com d’Oc ( d’Occitan) e Roussillon é o nome de uma cidade no centro dessa região. Aquela famosa perfumaria “L’Occitanne” tem esse nome em homenagem a esse dialeto antes falado nessa região.
Montpellier é uma cidade agradável, quente e cheia de jovens por todos os lados. Sua praça principal, chamada de Place de la Comèdie, por causa do teatro de comédia feito em seu centro, fica a poucos metros da estação de trem e tem vários restaurantes, além do posto de informação turística.

catedral de Saint Pierre
Montpellier, curiosamente, não tem ônibus. Seu transporte público é o tramway, uma espécie de metrô de superfície que tem 4 linhas diferentes e atravessa a cidade de ponta a ponta, incluindo a Estação de trem (gare saint Roch) e a Place de la Comèdie. Ele só não passa por dentro do centro histórico, onde está a bela catedral de Saint Pierre, em estilo gótico fundada em 1364 (funciona todo dia de 9h às 12h e de 14h às 19h). Ao lado da igreja fica a “Tour des Pins”, ou torre dos pinheiros, uma das duas torres que sobraram das antigas muralhas da cidade, que data do século X. A outra é a “Tour de Babote”, que tem uma pracinha atrás dela com simpáticos restaurantes de comida natural.

Tour de la Babote
A linha 1 (azul) do tramway leva também até o Odysseum, um bairro planejado como centro de entretenimento com restaurantes, cinema, boliche, pista de patinação e planetário. Ali dentro existe um hipermercado fantástico (fica no andar de cima) que tem uma seção de queijos de dar água na boca. E essa linha passa ainda pela bairro de Antigone, um conjunto residencial pós moderno onde está uma filial da Gallerie Laffayette, de Paris.

Lafa de Montpellier

tramway linha 1

ponto de tramway com máquinas para comprar o bilhete (em todos os pontos tem uma dessas)

máquina que vende bilhetes de tramway, só aceita moedas ou cartão de crédito com chip
Outro atrativo de Montpellier é seu famoso museu Fabbre (13, rue Montpellierèt, funciona de terça a domingo de 10h às 18h e custa 6 euros) que tem um acervo imenso, com mais de 900 obras de arte desde o século XV até os dias de hoje. Pessoalmente, eu não gostei muito desse museu, mas ele é um dos mais importante da cidade, talvez por ter sido fundado por Napoleão em 1803.

museu Fabbre

Museu Fabbre

Montpellier é uma boa cidade para se usar como base para conhecer tanto a região de Languedoc quanto a região da Provence, já que tem trens direto para quase todas as cidades, além disso, é uma cidade cuja hospedagem é barata e cujos habitantes são muito simpáticos, talvez por ser uma cidade universitária, talvez por ser verão.
O fato é que, apesar dos muitos árabes e africanos que vemos por aqui, Montpellier me pareceu ser segura e com uma boa estrutura para uma cidade pequena.

A Bientôt!

VIAGEM REALIZADA EM JUNHO DE 2013

6 comentários:

Simone dos Santos disse...

Oiê, Karlota! Ai, que delícia tudo isso, hein? Um verdadeiro bálsamo pros olhos, pro paladar, pra alma... Curta muito tudo por aí! (Ah, agora virei seguidora por aqui, rs). Beijocas! Si :)

Cris Organizer disse...

Oi, Karla, cheguei agora ao seu blog e já me apaixonei! Sou a comadre da Conceição(antigo prédio onde sua mãe morava) e a própria indicou a leitura. Que maravilha!! Vou acompanhar, pode ter certeza. Aliás,eu e minha filha planejamos viajar a Paris, mas primeiro tenho que concluir meu curso de francês,rs. Saudades de sua mãe,viu,mande beijos.

Beijos pra vc!
Cris.

Anônimo disse...

Olá, desculpe discordar em apenas um comentário, mas Montpellier tem ônibus sim e muito antes do Tram (bonde elétrico). Acontece que os ônibus não passam pela Place de la Comedie, mas bem perto dela na estação Observatorium e há linhas para toda a cidade. Os Tram é que são recentes. Estive aqui há 18 anos atrás e eles não existiam. De todo modo, é uma cidade encantadora!

Karla Gê disse...

Eu não vi nenhum ônibus circulando pelo centro, mesmo um pouco mais longe da Place de la Comédie, como o bairro onde fica a filial da Galerie Laffayette ou o bairro do shopping Odysseum. Passei 10 dias na cidade e em nenhum deles vi ônibus pelas ruas a não ser nos lugares mais distantes em que o Tram não chega. Daí se vai até uma estação de Tram e de lá se pega um ônibus para complementar o trajeto. Pode ser que o sistema de transporte urbano tenha se modificado nos últimos 18 anos, depois que vc esteve na cidade ou pode ser que eu tenha dado azar e não tenha visto nenhum ônibus por 10 dias por coincidência mesmo...De qualquer forma, agradeço o comentário e por ler o blog.

Anônimo disse...

Olá, realmente houve um equívoco que percebi lendo seu site.
Os ônibus existem aqui em Montpellier sim, estou morando aqui e pego ele quase toda semana rs.
E ele roda em muitos lugares, mas o blog foi bem útil, tem coisa que nem conhecia mesmo.
Abraços.

Karla Gê disse...

Anônimo,
Obrigada pela contribuição.
Em relação aos ônibus, pode ser que eu não os tenha visto porque fosse época de férias ou mesmo porque eu só fiquei 10 dias na cidade. De qqr modo, só os vi nos locais onde o tram não chegava, nunca perto do centro, mas pode ter sido coincidência.
Agradeço sua participação no blog e fico feliz de saber que muitas informações foram úteis pra vc!
Abraços